6 de abril de 2010

egos inflados por um mundo melhor

Às vezes me impressiono com o número de pessoas que se engajam em alguma causa. Seja pelo meio ambiente, seja pelos direitos sociais, seja pela natureza, seja pelos animais, seja pelas crianças, seja contra a fome - enfim, causa é o que não falta nesse mundo.

Admiro aqueles que se doam, se entregam, abrem mão de coisas materiais em prol de uma causa que visa o bem da coletividade - por um mundo melhor.

No entanto, lá no fundo, essas pessoas não deixam de ser seres humanos. E é muito difícil encontrarmos Gandhi's ou Sidarta's pelo mundo.

O que acontece é que, por mais nobre que seja uma causa, ela pode se tornar um problema quando encontra um ego inflado. E aí, ao invés do engajamento pelo bem da coletividade, presenciamos um engajamento por si próprio; um meio de se promover através do ideal de 'por um mundo melhor'.

Não desprezando os verdadeiros guerreiros deste mundo, que realmente se entregam pelos seus ideais. Mas, no fundo, ainda acredito que se você realmente contribui para um mundo melhor, não precisa anunciar aos quatro ventos. Basta estar bem consigo mesmo. Basta sentir no coração.

Um comentário:

  1. Vejo isso diariamente nos links e comunicações que citam "Responsabilidade social" e "consumo sustentável" como se fossem medalhas.
    Eu classifico isso como "para inglês ver" ou então como uma barganha por alguma grande acusação.

    Admiro os que lutam por uma causa sem querer absolutamente nada em troca.

    ResponderExcluir

Rabisque você também!